PPGPRI PÓS-GRADUAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/pri
Área de Concentração
Mestrado
POLÍTICA INTERNACIONAL
Linhas Pesquisa :
› DIREITOS HUMANOS
DIREITOS HUMANOS - Os direitos humanos se colocam como temática fundamental nas relações contemporâneas, passando a compor políticas domésticas e se projetando nas políticas externas dos Estados-nação sobretudo a partir dos anos 1990 até a atualidade. Tal temática, bastante ampla, abarca múltiplas outras, igualmente de alta relevância: os movimentos migratórios internacionais (denominados pela literatura de voluntários e forçados) e internos (especialmente o caso dos deslocamentos tidos como involuntários que se dão internamente às fronteiras territoriais estatais), crises humanitárias (decorrentes de conflitos armados, também relacionadas a fluxos de refugiados e que trazem à tona a discussão sobre a aplicação das normas de Direito Internacional Humanitário) e a questão das chamadas minorias (grupos historicamente discriminados, a exemplo das mulheres, negros, população LGBT, migrantes e refugiados). Não apenas os Estados são atores de relevo nesse processo, mas também Organizações Internacionais e Regionais (entre as quais se destaca a Organização das Nações Unidas), ONGs transnacionais ativistas na área e grupos de indivíduos os quais passam a pressionar por demandas relacionadas a direitos humanos no âmbito da política internacional. Desse modo, é importante notar como diversos atores (estatais e não estatais) mobilizam e se comportam frente aos regimes internacionais (especialmente o estruturado no bojo da ONU) e regionais (europeu, interamericano e africano), compreendendo a temática dos direitos humanos para além da normativa internacional, mas especialmente nas relações políticas que se travam entre os atores em tais processos políticos decisórios.
› SEGURANÇA INTERNACIONAL E GEOPOLÍTICA
SEGURANÇA INTERNACIONAL E GEOPOLÍTICA - A Linha de Pesquisa Segurança Internacional e Geopolítica estudará as dinâmicas securitárias e as transformações geopolíticas que estão tendo lugar em escala global na política internacional contemporânea. As relações internacionais serão estudadas, aqui, numa perspectiva que procura compreender o papel dos centros hegemônicos e a emergência de atores políticos que atuam no sentido de modificar a ordem internacional de acordo com seus interesses, contestando o status quo. Uma preocupação dessa linha será analisar o papel dos Estados nas questões políticas, econômicas e militares, o problema da soberania e dos nacionalismos, as disputas em torno da busca, exploração e uso dos recursos naturais, dos recursos energéticos e os impactos da atividade humana na ecopolítica internacional contemporânea. As ações dos grupos sociais e políticos na definição de regras que buscam organizar o sistema internacional em torno desses temas serão estudadas, tanto no âmbito da cooperação como no da disputa diplomática, econômica, ideológica e militar. Também é objeto de estudo o problema da guerra e da paz envolvendo atores estatais e não-estatais relacionado com a manutenção do monopólio legítimo da força, a privatização das forças militares e a emergência de novos exércitos de base corporativa. A configuração de guerras assimétricas e novos formatos de conflitos, além dos tradicionais, trazem uma nova visão sobre o contexto atual da segurança internacional que se dimensiona em vários aspectos incluindo áreas não tradicionais, como a segurança econômica, societal e humana. Por último, há uma nova perspectiva sobre os temas emergentes que nesta área têm adquirido relevância internacional tais como as mudanças climáticas, terrorismo biológico, segurança cibernética, questões sobre violência e igualdade de gênero além do impacto crescente das mais variadas formas de tecnologia na diplomacia e nos conflitos internacionais.
› POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA E INTEGRAÇÃO REGIONAL LATINO-AMERICANA
POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA E INTEGRAÇÃO REGIONAL LATINO-AMERICANA - A Linha de Pesquisa Política Externa Brasileira e Integração Regional estuda a política externa brasileira em seus aspectos fundacionais e conjunturais. Teremos como foco a integração regional, e em especial na América Latina. Nessa linha, a PEB é abordada através dos estudos históricos e da Análise de Política Externa, que questiona a ideia de que o Estado é o agente monolítico das Relações Internacionais e o interesse nacional é definido apenas em termos de poder político e bem estar-social. Interessa-nos entender os conflitos burocráticos, de grupos de interesses, atores da sociedade civil e classes sociais no processo de definição e ação da política externa. Entendemos que a principal meta e ponto de conflitos domésticos da política externa brasileira ao longo do século XX foi a questão do desenvolvimento. Buscaremos compreender os desafios impostos diante do nosso contexto internacional do século XXI. A Integração Regional será estudada em torno das suas problemáticas locais e globais. Será dada a atenção para a problemática da integração regional da América Latina e do Caribe dentro dos aspectos políticos, econômicos, culturais e sociais. Buscaremos compreender os desafios da integração regional dada a inserção internacional da região, porque coexistem diversas iniciativas e quais os limites para o avanço e aprofundamento dos processos existentes como Mercosul. Unasul, Aliança para o Pacífico e ALBA.
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa-2.ufabc.int.br."sigaa-2"