PPGENE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENERGIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgene

Banca de DEFESA: EDGAR FERNANDO CORTES RODRIGUEZ

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EDGAR FERNANDO CORTES RODRIGUEZ
DATA : 13/12/2019
HORA: 14:00
LOCAL: sala 404, 4º andar, Bloco B, Campus SA da Fundação Universidade Federal do ABC, localizada na Avenida dos Estados, 5001, Santa Terezinha, Santo André, SP
TÍTULO:

MODELAGEM, INTEGRAÇÃO E AVALIAÇÃO ENERGETICA DE MELHORIAS TECNOLÓGICAS NO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE ETANOL CONVENCIONAL E POR HIDRÓLISE ENZIMÁTICA A PARTIR DA CANA-DE-AÇÚCAR


PÁGINAS: 20
RESUMO:

Com a vantagem que oferece a cana-de-açúcar por ser a opção de biomassa energética de maior produtividade por unidade de área e, o desenvolvimento nos últimos anos dos denominados “processos de segunda geração” os quais possibilitam a geração de etanol a partir da hidrólise de materiais lignocelulósicos permitindo um aumento significativo na produção de etanol, um novo cenário energético para a produção de biocombustíveis através do aproveitamento da biomassa residual vem sendo estabelecido recentemente. No entanto, embora a tecnologia de hidrólise enzimática seja integrada ao processo convencional de produção de etanol, como feito em algumas unidades já instaladas no pais, os elevados custos de produção a partir dos processos de segunda geração não permitem uma competitividade com o etanol de primeira geração no mercado energético. Junto com os incentivos econômicos oferecidos pelo governo, uma produção viável e massificada de etanol de segunda geração através do desenvolvimento tecnológico continuo do processo produtivo, é o aspecto mais importante no caminho a ter um biocombustível acessível de baixo custo, com isto, o presente trabalho tem como objetivo gerar um aporte ao desenvolvimento do processo produtivo de segunda geração a traves de: i) a análise e diagnostico das possibilidades de incremento da produção de etanol avaliando possíveis melhorias em processos específicos como a destilação, concentração, fermentação e hidrólise, ii) a elaboração de propostas de integração térmica dos processos e subprocessos de primeira e segunda geração visando a diminuição do consumo energético no processo de produção, e iii) a avaliação das implicações no sistema de cogeração derivadas da integração dos processos de primeira e segunda geração e a introdução do aquecimento regenerativo no mesmo.  No desenvolvimento deste trabalho são utilizadas ferramentas de análise como o Aspen Plus, ferramentas de cálculo como o EES (Engineering Equation Solver) e o método de análise Pinch-Point para a integração energética dos diferentes processos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 2363082 - SILVIA AZUCENA NEBRA DE PEREZ
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 1985515 - ANTONIO GARRIDO GALLEGO
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 282.331.168-82 - ADRIANO VIANA ENSINAS - USP
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - SILVIO DE OLIVEIRA JUNIOR - USP
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - JOSE CARLOS ESCOBAR PALACIO - UNIFEI - UNI
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1548098 - GILBERTO MARTINS
Membro Suplente - Examinador(a) Externo à Instituição - MARINA OLIVEIRA SOUZA DIAS - UNIFESP
Notícia cadastrada em: 24/11/2019 22:15
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa-1.ufabc.int.br.sigaa-1