PPGENE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENERGIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgene

Banca de DEFESA: JULIO CESAR MARQUES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JULIO CESAR MARQUES
DATA : 10/12/2019
HORA: 15:00
LOCAL: sala S101, 1º andar, Bl. Alpha 1,Campus SBC da Fundação Universidade Federal do ABC, localizada na Al. da Universidade. s/n, B.Anchieta-S.Bernardo do Campo-SP.
TÍTULO:

FLUXO ENERGÉTICO NA PRODUÇÃO DO ETANOL DE CANA-DE-AÇÚCAR DA REGIÃO CENTRO-SUL DO BRASIL


PÁGINAS: 165
RESUMO:

Nos últimos anos ocorreu um crescimento significativo na produção de etanol, com destaque para os Estados Unidos da América (EUA), Brasil e países membros da União Europeia (UE), o que torna este biocombustível cada vez mais importante para a matriz energética mundial, competindo diretamente com combustíveis fósseis, principalmente gasolina e diesel. Entretanto a produção do etanol demanda uma certa quantidade de insumos oriundos de combustíveis fósseis, deste modo os supostos benefícios da segurança energética e da mitigação de carbono dependem do quanto esses insumos são capazes de gerar um rendimento substancial. O problema abordado neste trabalho refere-se em determinar a energia útil e o balanço energético no fluxo de produção do etanol de primeira geração de cana-de-açúcar, com base na matéria prima deste energético e por meio da contabilização do fluxo energético, em termos de entrada e saída de energia de cada limite de controle, obtendo de forma direta a energia necessária para a obtenção do etanol. O objetivo geral é o de determinar o fluxo energético da produção do etanol, por intermédio da diferença entre a energia disponível em uma tonelada de cana-de-açúcar e a energia consumida no fluxo de produção do etanol, desde a etapa agrícola até a etapa de transporte deste produto aos pontos de consumo. Este trabalho se justifica por abordar a análise energética do fluxo de produção do etanol em função da energia contida em determinada quantidade de massa de cana-de-açúcar, disponível para ser processada e do consumo energético necessário para se realizar este processamento, desde a etapa agrícola até a etapa de distribuição do etanol para consumo, obtendo deste modo à energia útil e balanço energético do etanol. Os resultados obtidos para o consumo energético do fluxo de produção do etanol de cana-de-açúcar se apresentam entre 1430,39 MJ por tonelada de cana/tc e 1321,21 MJ por tonelada de cana, os valores obtidos de energia útil para a produção do etanol hidratado, estão entre 7000,06 MJ por tonelada de cana a 5277,35 MJ por tonelada de cana e para o balanço energético, os valores estão entre 6,11 a 4,77. O trabalho realizado mostra que o fluxo de produção do etanol de cana-de-açúcar apresenta valores satisfatórios para energia útil e para o balanço energético, ou seja, para cada unidade de energia utilizada para o processamento do etanol são disponibilizadas entre 6,11 a 4,77 unidades de energia para uso final.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 2605733 - SERGIO RICARDO LOURENCO
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 1977178 - REYNALDO PALACIOS BERECHE
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - MARCIUS FABIUS HENRIQUES DE CARVALHO - PUC-CAMPINAS
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1760419 - GRAZIELLA COLATO ANTONIO
Membro Suplente - Examinador(a) Externo à Instituição - ERICK SIQUEIRA GUIDI - UNESP
Notícia cadastrada em: 22/11/2019 18:02
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa-2.ufabc.int.br.sigaa-2