PPGENE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENERGIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgene

Banca de QUALIFICAÇÃO: CAIO CESAR DE MORAES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CAIO CESAR DE MORAES
DATA : 12/12/2019
HORA: 15:00
LOCAL: sala 306, 3º andar, Bloco B, Campus SA da Fundação Universidade Federal do ABC, localizada na Avenida dos Estados, 5001, Santa Terezinha, Santo André, SP
TÍTULO:

Determinação do Montante de Uso do Sistema de Transmissão para Concessionárias de Distribuição de Energia Elétrica


PÁGINAS: 140
RESUMO:

Nas últimas décadas o setor elétrico brasileiro vem passando por uma série de reformas estruturantes. Uma das principais mudanças foi a desverticalização do setor, separando-o em quatro agentes: geração, transmissão, distribuição e comercialização. Este formato exigiu a formação de órgãos capazes de regular e fiscalizar a relação entre os agentes, tendo sido criada ANEEL para assumir esse papel. Dentre as atribuições da ANEEL foi definido o conceito de Montante de Uso do Sistema de Transmissão (MUST). O MUST deve ser definido junto aos agentes que fazem uso do sistema de transmissão, como por exemplo, as concessionárias de distribuição de energia, não sendo um problema trivial e que impacta diretamente na operação e nas finanças das empresas. Ademais, a inserção de fontes de energia renováveis e distribuídas, além de normativas recentes mais rígidas, inseriram novos desafios aos agentes. Este trabalho tem por objetivo propor um avanço na abordagem metodológica de determinação do MUST para as concessionárias de distribuição de energia elétrica. O método proposto consiste na determinação de perfis de distribuições para pontos de geração e consumo, simulação de cenários pelo método Monte Carlo, aplicação de fluxo de potência probabilístico e, por fim, determinação do MUST com seu risco associado e medidas de dispersão. Até a etapa apresentada neste trabalho, a metodologia proposta foi testada em sistema pequeno de 6 barras, sem a inserção de geração renovável ou distribuída, considerando todas as conexões como uma distribuição do tipo normal. Os resultados mostram a aplicabilidade em sistemas de maior porte pela capacidade de automatização computacional, ou seja, a produção de rotinas em software que lidem com tarefas executadas manualmente. O método também se mostra flexível para se adaptar à diferentes cenários de redes elétricas. O avanço proposto por esse método pode colaborar com as concessionárias de distribuição de energia elétrica, aumentando a previsibilidade de operação e planejamento. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1876380 - THALES SOUSA
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 2286312 - JOEL DAVID MELO TRUJILLO
Membro Titular - Examinador(a) Externo ao Programa - 1762419 - CARLOS EDUARDO CAPOVILLA
Membro Suplente - Examinador(a) Externo ao Programa - 3066952 - EDUARDO WERLEY SILVA DOS ANGELOS
Notícia cadastrada em: 13/11/2019 21:54
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa-2.ufabc.int.br.sigaa-2