PPGBTC PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOCIÊNCIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgbtc

Banca de DEFESA: KELLY ANNES

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : KELLY ANNES
DATA : 16/09/2019
HORA: 09:00
LOCAL: sala 301, 3º andar, Bloco B, Campus SA da Fundação Universidade Federal do ABC, localizada na Avenida dos Estados, 5001, Santa Terezinha, Santo André, SP
TÍTULO:

Papel do colesterol na criotolerância e viabilidade de embriões bovinos produzidos in vitro com diferentes cinéticas de desenvolvimento.


PÁGINAS: 155
RESUMO:

Embriões com quantidades elevadas de lipídeos têm seu desenvolvimento prejudicado, com aumento da morte embrionária e menor sobrevivência após criopreservação. Um componente que está presente tanto nas gotas lipídicas quanto nas membranas é o colesterol, que tem sido apontado pelos estudos recentes como um importante lipídeo a ser investigado mais intensamente, após terem demonstrado diferenças nas quantidades de transcritos de genes relacionados a essa via em embriões cultivados na presença e ausência de soro, bem como em embriões com cinéticas diferentes quando comparados aos produzidos in vivo. Diante disso, esse estudo teve como objetivo investigar a influência da modulação da via de biossíntese de colesterol sobre o metabolismo embrionário em embriões bovinos de diferentes cinéticas de desenvolvimento.Para isso, embriões bovinos foram produzidos in vitro em meio de cultivo suplementado com modulador inibidor (sinvastatina) e estimulador (IGF- 1) da biossíntese do colesterol. Os embriões foram classificados quanto a cinética de desenvolvimento as 40hpi, coletados no estágio de blastocisto e avaliados quanto: ao conteúdo lipídico (Sudan Black B.), perfil lipídico (espectrometria de massas - MS), a quantificação de transcritos relacionados ao metabolismo lipídico, metabolismo energético, estresse oxidativo, sinalização, diferenciação e morte celular (qRT-PCR), e número de células totais. Embriões rápidos apresentaram maior conversão à blastocisto. O IGF-1 não atingiu as expectativas do estudo em relação a modulação da via de biossíntese do colesterol. No entanto, embriões rápidos parecem ter um metabolismo mais calmo após a exposição ao IGF-1, o que poderia ser uma vantagem a eventos posteriores, por diminuírem o estresse que esses embriões estão submetidos. Outro fato é que independentemente do modulador a que os embriões foram expostos, as conversões a blastocisto permaneceram inalteradas, o que nos leva a hipótese de que o que determina a conversão a blastocisto são fatores intrínsecos ligados a cinética embrionária. A sinvastatina não interferiu nas taxas de blastocisto, porém modulou a maquinaria celular dos embriões expostos independentemente da cinética, os deixando menos ativos e com prejuízo no número de células. Esses embriões foram capazes de captar colesterol do meio de cultivo e estocá-los para ser recrutado de acordo com a demanda. Desse modo, o resultado do bloqueio da HMG-CoA redutase, parece ter sido sutil nesse tratamento, pois esses embriões puderam retirar recursos do meio de cultivo. Porém, suas vias de sinalização para sobrevivência parecem ter sido prejudicadas, fato notado pela baixa expressão relativa de genes de resposta ao estresse, morte, sinalização e diferenciação celular. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1601025 - MARCELLA PECORA MILAZZOTTO
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 1075476 - MATEUS JOSE SUDANO
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - MARCELO DEMARCHI GOISSIS - USP
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - DOMENICO VECCHIO
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - BIANCA GASPARRINI
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1763428 - ELIZABETH TEODOROV
Membro Suplente - Examinador(a) Externo ao Programa - 3120696 - WEBER BERINGUI FEITOSA
Notícia cadastrada em: 23/08/2019 12:59
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa-2.ufabc.int.br.sigaa-2