PPGBTC PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOCIÊNCIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgbtc

Banca de DEFESA: ÉRIKA CRISTINA DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ÉRIKA CRISTINA DOS SANTOS
DATA : 16/09/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 301, 3º andar, Bloco B, Campus SA da Fundação Universidade Federal do ABC, localizada na Avenida dos Estados, 5001, Santa Terezinha, Santo André, SP
TÍTULO:

Resposta embrionária a meios de cultivo baseados nos fluidos do oviduto e útero de bonivos.


PÁGINAS: 155
RESUMO:

A produção in vitrode embriões (PIVE) bovinos busca mimetizar as condições do trato reprodutivo feminino para obtenção do maior número de embriões e aumento da produtividade na exploração animal. Apesar disso, o sistema e meios de cultivo ainda estão aquém dos desejáveis, com a geração de embriões de menor qualidade e baixas taxas de produção embrionária e prenhez. Considerando que grande parte dos meios de cultivo foram desenvolvidos para a PIVE de outras espécies, existe a necessidade da otimização destes adequando-os a PIVE bovina, bem como a compreensão da resposta dos embriões aos meios, buscando assim condições cada vez mais próximas da fisiológica. Assim, o objetivo deste estudo é a criação e o desenvolvimento de meios de cultivo embrionário sequenciais - denominados Embryonic Culture Supplementation(ECS) - baseados na composição química dos fluidos do oviduto (FO) e útero (FU) bovinos em relação aos substratos energéticos e de aminoácidos. Além disso, este estudo deseja verificar a resposta metabólica dos embriões cultivados neste sistema com aqueles cultivados em meio convencional livre de soro, mediante análise de 3 grupos experimentais: 1) Grupo controle - embriões cultivados em Synthetic oviduct fluid(SOFaa) convencional; 2) ECS 100 - embriões cultivados em meios sequenciais baseados na composição química dos FO e FU bovinos em relação a substratos energéticos e aminoácidos; 3) ECS 50 - embriões cultivados em meios sequenciais baseados na metade da concentração química de substratos energéticos e aminoácidos dos FO e FU bovinos. Para tal, embriões foram produzidos in vitropor protocolos convencionais para as seguintes avaliações invasivas em morulas (em D4) e blastocistos (D7): expressão gênica, viabilidade celular,relação da Massa Celular Interna (MCI): Trofoectoderma (TE), atividademitocondrial (AM), produção de espécies reativas de Oxigênio (EROs), produção de NADH, FAD e relação redox, e produção de ATP. Além disso, análises não invasivas foram feitas através de dados de produção embrionária e metaboloma dos meios de cultivo relacionados ao perfil de glicose e piruvato. Os resultados mostram que a produção de embriões é influenciada positivamente pela redução da quantidade de substratos energéticos e aminoácidos (ECS 50) em relação à conversão de blastocistos e taxa de eclosão (D10), por sua vez, genes relacionados à qualidade do blastocisto foram reprimidos no ECS 100 quando comparados ao grupo controle. Morulas e blastocistos do ECS 100 apresentam maior concentração de glicose enquanto o grupo controle apresentou maior concentração de piruvato quando comparado aos demais grupos. Morulas do ECS 50 apresentam diminuição da AM, produção de EROs, relação redox e maior produção de ATP quando comparadas ao controle e ECS100, sendo este perfil oposto para os blastocistos. Em conclusão, os embriões ECS 50 e ECS 100 apresentam diferentes perfis metabólicos e transcricionais quando comparados aos embriões produzidos em meio de cultura convencional. Além disso, foi demonstrado pela primeira vez que o meio ECS não só é capaz de apoiar o desenvolvimento embrionário de blastocisto, mas a redução na concentração de substratos energéticos e aminoácidos (ECS 50) parece ser benéfica para o desenvolvimento embrionário, sendo uma alternativa para a produção de blastocistos de alta qualidade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1601025 - MARCELLA PECORA MILAZZOTTO
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 1075476 - MATEUS JOSE SUDANO
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - DOMENICO VECCHIO
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - MAYRA ELENA ORTIZ D''AVILA ASSUMPCAO - USP
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - BIANCA GASPARRINI
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1640114 - MARCELA SORELLI CARNEIRO RAMOS
Membro Suplente - Examinador(a) Externo à Instituição - JESSICA ISPADA
Notícia cadastrada em: 23/08/2019 12:58
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa-1.ufabc.int.br.sigaa-1