PPGBTC PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOCIÊNCIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgbtc

Banca de DEFESA: CÁTIA FAVALE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CÁTIA FAVALE
DATA : 17/09/2019
HORA: 14:00
LOCAL: sala 303, 3º andar, Bloco B, Campus SA da Fundação Universidade Federal do ABC, localizada na Avenida dos Estados, 5001, Santa Terezinha, Santo André, SP
TÍTULO:

Biotecnologia Farmacêutica: Competências tecnológicas, competitivas e organizacionais para a geração de inovação


PÁGINAS: 50
RESUMO:

Os biossimilares se destacam por representar uma revolução na melhora do
acesso às terapias de alto custo. Todo esse movimento para a inovação exige
que as sociedades, economias e, portanto, também as empresas se organizem
para um novo nível de competição. No Brasil, a importância estratégica e
econômica da indústria farmacêutica é reforçada pelos desafios e
complexidades da saúde no país. A inovação é cada vez mais importante para
a indústria farmacêutica e os biofármacos, especialmente os biossimilares,
constituem um importante desafio não somente, do ponto de vista tecnológico,
dada as suas especificidades em PD&I, fabricação e comercialização como
também toda a apropriação, reorganização e orquestração de competências e
recursos para as empresas participarem deste nicho de mercado. Os
biossimilares representam assim, uma opção que tem suas bases na inovação
e a capacidade de ampliar as perspectivas no posicionamento estratégico para
o Estado e para o segmento farmacêutico nacional. Para tanto, da perspectiva
das empresas, inovar com biossimilares requer a apropriação de competências
e emprego de recursos variados nem sempre acessíveis ou conhecidos pelas
empresas do ramo farmacêutico nacionais. Nesta direção, este estudo se
propôs a entender quais são as competências tecnológicas, competitivas e
organizacionais, já incorporadas e as ainda necessárias para a geração de
inovação para participar do mercado dos biossimilares de forma competitiva. A
metodologia percorre dois caminhos; o primeiro avalia dados secundários
disponíveis em estudos e relatórios setoriais acerca das competências e
recursos para inovar com biossimilares. Um segundo caminho de pesquisa
baseou-se em estudo de caso em profundidade da indústria farmacêutica
LIBBS, que tem atuação relevante em biossimilares, no panorama atual do
mercado no Brasil. A correlação de dados demonstra perspectivas positivas,
mas dependentes do amadurecimento das capacidades dinâmicas para
renovação estratégica da empresa num contexto de iniciativas de mercado
positivo para este tipo de medicamento. Algumas hipóteses foram elaboradas
sobre a possibilidade de ganhos significativos quando existe um
aperfeiçoamento do “DNA” da empresa para o desempenho competitivo
baseado em inovação e o aproveitamento da janela de oportunidades baseadas nas estratégias de Estado em relação às plataformas da biotecnologia em saúde, como o caso dos biossimilares.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1760509 - ANAPATRICIA DE OLIVEIRA MORALES VILHA
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 1600858 - HERCULANO DA SILVA MARTINHO
Membro Titular - Examinador(a) Externo ao Programa - 1734908 - FABIO FURLAN FERREIRA
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1600878 - ARNALDO RODRIGUES DOS SANTOS JUNIOR
Membro Suplente - Examinador(a) Externo ao Programa - 1675708 - DANIELE RIBEIRO DE ARAUJO
Notícia cadastrada em: 21/08/2019 18:45
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa-2.ufabc.int.br.sigaa-2