PPGBTC PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOCIÊNCIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgbtc

Banca de DEFESA: CAROLINA VICTORIA DA CRUZ JUNHO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CAROLINA VICTORIA DA CRUZ JUNHO
DATA : 18/07/2022
HORA: 14:30
LOCAL: Sala 302B do Bloco B do Campus Santo André da Universidade Federal do ABC
TÍTULO:

Klotho como nova estratégia terapêutica na síndrome cardiorrenal do tipo 3


PÁGINAS: 190
RESUMO:

A isquemia e reperfusão (IR) é a principal causa de lesão renal aguda (LRA). Durante a síndrome cardiorrenal (SCR), a LRA induz o desenvolvimento de hipertrofia cardíaca e disfunção contrátil, oriundas do manuseio incorreto de Ca2+ em cardiomiócitos, por meio de principalmente da inflamação sistêmica após 8 dias de IR renal. Recentemente, o composto Klotho foi descrito como um potente componente anti-inflamatório, sendo capaz de prevenir ou atenuar a inflamação. Assim, o tratamento com Klotho, poderia prevenir as alterações cardíacas da SCR. Diante do exposto, o objetivo deste estudo foi investigar o papel terapêutico do Klotho na SCR, após IR renal unilateral. Para tanto, utilizamos camundongos machos C57BL/6, de 6 a 8 semanas, que sofreram lesão renal por IR unilateral, por oclusão do pedículo esquerdo por 60' e reperfusão por 8 dias. Os seguintes parâmetros foram avaliados: a estrutura e função do tecido renal usando histologia, biomarcadores bioquímicos e moleculares; a dinâmica de Ca2+ intracelular em cardiomiócitos ventriculares adultos; e os níveis séricos de citocinas inflamatórias. Os animais foram tratados com proteína recombinante Klotho desde o dia da cirurgia, diariamente por 8 dias. Como resultados, pode-se observar que após o tratamento com Klotho por 8 dias, os animais tiveram sua função renal restaurada, porém, o tratamento com Klotho não foi capaz de prevenir o dano estrutural renal. Ao observar o tecido cardíaco, o tratamento com Klotho foi capaz de prevenir a hipertrofia cardíaca induzida pela IR, assim como a diminuição da contração celular, a diminuição dos transientes sistólicos de Ca2+ e da atividade da Ca2+-ATPase do retículo sarco/endoplasmático (SERCA) (medida como decaimento dos transientes de Ca2+), o aumento da liberação espontânea de cálcio e da incidência de eventos pró-arrítmicos. Adicionalmente, o Klotho evitou o aumento dos níveis séricos de IL-6, IL-1b e TNF-a. Dessa maneira, o tratamento com Klotho se mostrou ser bem promissor, desempenhando um papel importante na fisiopatologia da SCR 3. Não foi possível observar um papel renoprotetor do composto no modelo, por outro lado, foi demonstrado um papel cardioprotetor do Klotho através da normalização do ciclo de Ca2+ dos cardiomiócitos e prevenção da hipertrofia cardíaca. Por fim, propomos que a inflamação é um dos principais mecanismos de atuação do Klotho, no modelo de SCR 3 induzida por IR unilateral.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1640114 - MARCELA SORELLI CARNEIRO RAMOS
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 2231661 - JOAO LOURES SALINET JUNIOR
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - JOEL CLAUDIO HEIMANN
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - LUCIANA VENTURINI ROSSONI - USP
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - ANDREA EMILIA MARQUES STINGHEN - UFPR
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1600878 - ARNALDO RODRIGUES DOS SANTOS JUNIOR
Membro Suplente - Examinador(a) Externo à Instituição - MARIA LUIZA MORAIS BARRETO DE CHAVES - USP
Notícia cadastrada em: 31/05/2022 13:23
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa-2.ufabc.int.br.sigaa-2-prod