PPGBTC PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOCIÊNCIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgbtc

Banca de QUALIFICAÇÃO: ALDCEJAM MARTINS DA FONSÊCA JÚNIOR

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALDCEJAM MARTINS DA FONSÊCA JÚNIOR
DATA : 26/08/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Santo André - remoto
TÍTULO:

MODULAÇÃO DA VIA GLICOLÍTICA EM EMBRIÕES BOVINOS PRODUZIDOS IN VITRO: IMPACTOS NA ACETILAÇÃO DE HISTONAS SOB A ÓTICA METABOLOEPIGENÉTICA


PÁGINAS: 66
RESUMO:

Modificações do sistema in vitro de produção embrionária podem ser determinantes para o adequado desenvolvimento do embrião pré-implantacional. Alterações relacionadas ao metabolismo energético, como o aumento ou diminuição da disponibilidade de substratos, podem ter consequências não só na sobrevivência, mas também no controle molecular do embrião. No início do desenvolvimento, o piruvato e em certa medida lactato, glutamina e aspartato são os substratos preferenciais para geração de energia e, com o aumento da demanda energética após a ativação do genoma embrionário, o embrião passa a metabolizar glicose com maior eficiência, em especial pela maior atividade da via glicolítica. Por ela, o piruvato produzido é direcionado à mitocôndria, convertido a acetil-CoA, entrando no ciclo do ácido tricarboxílico. Um dos metabólitos gerados neste ciclo é o citrato, que pode ser novamente convertido a acetil-CoA no citoplasma e servir de precursor para a acetilação das histonas, modificando o padrão de transcrição gênica global da célula. A hipótese deste trabalho é que a modulação farmacológica da via glicolítica em embriões de bovinos produzidos in vitro pode levar a diferentes perfis de geração de citrato e acetil-CoA, interferindo no padrão de acetilação de histonas, alterando assim o seu perfil metabólico e a potência das células do blastocisto. Para isso, foi promovida a modulação da via glicolítica em embriões bovinos PIV com um inibidor da enzima gliceraldeído-3-fosfato-desidrogenase (GAPDH), o iodoacetato de sódio (IA), bem como um inibidor da fosforilação da enzima piruvato desidrogenase (PDH), o dicloroacetato de sódio (DCA) a partir do momento da ativação maior do genoma embrionário (estádio de 8 a 16 células). Nestes modelos foram verificados: metabolômica da massa celular interna de embriões; no meio de cultivo, o consumo de glicose e piruvato e produção de ATP e lactato; produção embrionária e perfil de transcritos global. Nos meios de embriões tratados com DCA, observou-se maior presença de piruvato e menor produção de lactato. Já nos embriões tratados com IA, observou-se menor presença de ATP e também de lactato, o perfil transcriptômico das vias metabólicas e processos epigenéticos analisados, mostrou uma complementaridade entre grupos, com relações ao perfil de expressão gênica ligadas aos mecanismos propostos, denotando que o metabolismo embrionário é capaz de alterar o perfil epigenético dos embriões bovinos a partir da modulação da geração de acetil-CoA.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1771857 - CARLOS ALBERTO DA SILVA
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 3050857 - CELIO FERNANDO FIGUEIREDO ANGOLINI
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - MARCELO MARCONDES SENEDA
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1912347 - NATHALIA DE SETTA COSTA
Membro Suplente - Examinador(a) Externo à Instituição - CAMILA BRUNA DE LIMA
Notícia cadastrada em: 10/08/2021 13:21
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa-2.sigaa-2