PPGBTC PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOCIÊNCIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgbtc

Banca de DEFESA: LINDOMAR JOSE CALUMBY ALBUQUERQUE

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LINDOMAR JOSE CALUMBY ALBUQUERQUE
DATA : 04/02/2021
HORA: 14:00
LOCAL: por participação remota
TÍTULO:

Síntese, Caracterização Físico-Química e Biológica de Nanomedicamentos Sensíveis a Estímulos Ambientais para Entrega Intracelular de Fármacos e Ácidos Nucleicos


PÁGINAS: 120
RESUMO:

A liberação intracelular de moléculas terapêuticas tais como ácidos nucleicos e fármacos requer um nanocarreador para protegê-las da degradação, aumentar o tempo de circulação e permitir eficiente captura celular. Esses nanocarreadores podem ter como alvo diferentes doenças e podem melhorar o desempenho farmacocinético e o perfil farmacodinâmico dos agentes ativos, otimizando assim a sua liberação e biodistribuição. Essa tese foi dividida em quatro capítulos, sendo o primeiro dedicado a uma introdução geral da área de nanomedicina, e os três capítulos subsequentes abordam diferentes plataformas terapêuticas de entrega de drogas e genes. No segundo capítulo, explora-se a investigação do uso de polietilenoimina ramificada funcionalizada com lactose (BPEI-Lac) como vetor não-viral de entrega de genes, visando a redução da citotoxicidade do padrão de referência polietilenoimina ramificado (BPEI). A substituição química de aminas primarias por resíduos de lactose nas cadeias de BPEI levou a formação de poliplexos maiores devido a maior quantidade de polímero necessária para condensar as cadeias de DNA. Apesar disso, a funcionalização com açúcar reduziu substancialmente a citotoxicidade das estruturas organizadas. Os poliplexos de BPEI-Lac são capturados de maneia mais eficaz pelas células, e os níveis de expressão gênica são mantidos quando comparados aos poliplexos produzidos a partir de BPEI. O terceiro capítulo da tese é dedicado a lipopeptídeos, também como alternativas ao PEI. Explorou-se a tradicional técnica de síntese de peptídeos em fase sólida para fabricar quatro lipopeptídeos contendo blocos de construção baseado em succinil-tetraetileno pentamina (Stp) capazes de se condensar o DNA em pH fisiológico. As características estruturais dos lipopoliplexos produzidos foram avaliadas por técnicas de espalhamento de luz e os ensaios biológicos demonstraram transfecção eficiente em linhagens celulares de HeLa, Neuro-2a e ARPE-19, combinada com menores níveis de toxicidade comparadas ao PEI. As sequências de lipopeptídeos demonstraram ser plataformas promissoras para entrega de genes. O último capítulo desta tese foi dedicado ao potencial uso de copolímeros em bloco sensíveis ao pH para a entrega intracelular de doxorubicina (DOX). Diversos copolímeros em bloco do tipo PHPMAm-b-PDPAn foram sintetizados por polimerização RAFT e foram caraterizados utilizando-se 1H NMR e SEC. Estruturas vesiculares auto organizadas (conhecidas como polimerossomos) com um tamanho desejável para captura celular foram produzidas pela técnica de microfluídica (MF). As estruturas foram caracterizadas por SLS, ELS e TEM. O agente ativo DOX foi encapsulado nos polimerossomos, e posteriormente a captura celular e citotoxicidade foram avaliadas em células tumorais do tipo linfoma EL4. Uma sonda fluorescente (DBCO-Cyanine7) foi covalentemente ligada as polimerossomos e a biodistribuição in-vivo foi analisada em camundongos do tipo nude que mostraram que as vesículas poliméricas se acumulam preferencialmente no fígado e no tumor. Os estudos de biodistribuição demonstraram longo tempo de circulação das vesículas poliméricas (~ 48h) se comparado com a circulação da sonda fluorescente livre. Os resultados obtidos mostraram uma maior redução no tumor dos camundongos tratados com polimerossomos, bem como aumento da taxa de sobrevivência quando comparado com a administração de DOX livre. Efeitos adversos característicos do tratamento terapêutico com DOX como a queda de pelo e cardiotoxicidade também foram reduzidas utilizando-se os polimerossomos como plataforma terapêutica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1768959 - FERNANDO CARLOS GIACOMELLI
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 1762438 - JEAN JACQUES BONVENT
Membro Titular - Examinador(a) Externo ao Programa - 1675708 - DANIELE RIBEIRO DE ARAUJO
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - ALEXSANDRA CONCEIÇÃO APOLINÁRIO - USP
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - ISMAEL CASAGRANDE BELLETTINI - UFSC
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1552434 - LUCIANO AVALLONE BUENO
Membro Suplente - Examinador(a) Externo ao Programa - 1544341 - WENDEL ANDRADE ALVES
Membro Suplente - Examinador(a) Externo à Instituição - OMAR MERTINS - UNIFESP
Notícia cadastrada em: 15/12/2020 21:26
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa-1.ufabc.int.br.sigaa-1