PPGBTC PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOCIÊNCIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgbtc

Banca de DEFESA: DNANE VIEIRA ALMEIDA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DNANE VIEIRA ALMEIDA
DATA : 13/11/2020
HORA: 10:00
LOCAL: Defesa remota via Google Meet
TÍTULO:

Expressão periplasmática, purificação e caracterização da bioquímica inorgânica de uma enzima oxidativa do inseto Bombyx mori (bicho-da-seda)


PÁGINAS: 75
RESUMO:

As monooxigenases líticas de polissacarídeos (LPMOs) compõem uma classe de enzimas recentemente descobertas que auxiliam as hidrolases de glicosídeos na degradação de polissacarídeos recalcitrantes através de atividade oxidativa. As LPMOs são metaloenzimas dependentes de íon cobre e apresentam grande potencial para aplicações biotecnológicas, principalmente na degradação de polissacarídeos estruturais, pois podem ser empregadas como complementos para incrementar a eficiência enzimática de coquetéis lignocelulolíticos. As LPMOs são classificadas no banco de dados de enzimas ativas em carboidratos (CAZy) como enzimas de atividades auxiliares (AAs) pertencentes as famílias AA9, AA10, AA11, AA13, AA14, AA15 e AA16. Neste trabalho, nós reportamos a expressão periplasmática e purificação de uma LPMOs pertencente à família AA15 do inseto Bombyx mori (BmAA15) popularmente conhecido como bicho-da-seda. O rendimento final do processo de purificação foi baixíssimo, porém, análise por espectrometria de massas da banda recortada do gel desnaturante de poliacrilamida indicou com uma cobertura de 10% da sequência primária a presença da BmAA15. Análises de modelagem molecular comparativa revelou que BmAA15 exibe uma estrutura tridimensional do tipo β-sanduiche formada de vários loops, um sítio catalítico caracterizado pela presença de uma “cinta de histidina” coordenando o íon de cobre e uma região em forma de língua na superfície de contato com o substrato. Um alinhamento realizado com outras sequências primárias hipotéticas de LPMOs de animais diversos do reino Metazoa da família AA15, mostrou que a estrutura em forma de língua é conservada e que os resíduos de aminoácidos do sítio catalítico diferem entre elas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1763495 - WANIUS JOSE GARCIA DA SILVA
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 3053215 - LIVIA SENO FERREIRA CAMARGO
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - ALINE DINIZ CABRAL - UFABC
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1696841 - LUCIANO PUZER
Membro Suplente - Examinador(a) Externo ao Programa - 2353139 - ELOAH RABELLO SUAREZ
Notícia cadastrada em: 29/10/2020 18:19
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa-2.ufabc.int.br.sigaa-2