PPGBTC PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOCIÊNCIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgbtc

Banca de DEFESA: FRANCISCA DE PAULA CONCEIÇÃO DO NASCIMENTO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FRANCISCA DE PAULA CONCEIÇÃO DO NASCIMENTO
DATA : 28/08/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Modo remoto
TÍTULO:

Influência de quelantes metálicos de cobre no ciclo celular e viabilidade de astrócitos com ausência da proteína príon celular


PÁGINAS: 38
RESUMO:

A proteína príon celular (PrPC) exerce inúmeras funções celulares e cognitivas, dentre elas se destacam funções como sinalizadora e auxiliar na fixação da memória, também pode se ligar aos metais divalentes, em especial com até 5 íons cobre através de seu domínio octarepetido. Estudar essa relação permite não só concluir o papel da PrPC no SNC mediado via cobre, como inferir se o fenótipo observado em doenças priônicas é consequência de falhas na interação metal-PrPC. Este trabalho tem como objetivo o estudo da influência de quelantes metálicos de cobre sob condições de estresse oxidativo, visando avaliar o desempenho destes quelantes na viabilidade e no ciclo celular de astrócitos.Para isso, células de astrócitos de camundongos serão utilizadas do tipo selvagem (WT) e nocaute para a PrPC (KO), bem como quelantes (Neocuproína e Triethilenotetramina). Os resultados de viabilidade celular por Trypan Blue mostraram uma diminuição da viabilidade das células tratadas com CuSO4, ZnSO4, Neocuproína, TRIEN, comparadas ao controle negativo em ambas as linhagens. Além de uma diminuição de viabilidade celular da Neocuproína e um aumento da viabilidade celular do TRIEN ambos mediante condição oxidativa pelo peróxido (H2O2). No ensaio de ciclo celular via citometria de fluxo verificou-se que as células tratadas com os devidos tratamentos não apresentaram alterações no ciclo celular quando comparadas com suas respectivas células controles (células sem tratamentos). No ensaio de peroxidação lipídica observamos que células das linhagens WT e KO induz um aumento de danos lipídeos para o tratamento com CuSO4 quando comparamos os tempos de 24 e 48 h.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1544365 - GISELLE CERCHIARO
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 1844792 - AMEDEA BAROZZI SEABRA
Membro Titular - Examinador(a) Externo ao Programa - 1623774 - KARINA PASSALACQUA MORELLI FRIN
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1763428 - ELIZABETH TEODOROV
Membro Suplente - Examinador(a) Externo ao Programa - 1675708 - DANIELE RIBEIRO DE ARAUJO
Notícia cadastrada em: 04/08/2020 21:55
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa-2.ufabc.int.br.sigaa-2