PPGEPM PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA POLÍTICA MUNDIAL FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgepm/

Banca de DEFESA: MARCOS AURELIO SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARCOS AURELIO SOUZA
DATA : 08/12/2021
HORA: 14:30
LOCAL: Campus São Bernardo - Via remota
TÍTULO:

Determinantes do Fracasso da Implantação das Zonas de Processamento de Exportação no Brasil à Luz da Experiência Chinesa e da Atual Fase da Acumulação Capitalista Mundial 


PÁGINAS: 197
RESUMO:

A presente dissertação procurou responder à questão sobre os determinantes políticos e econômicos que inviabilizaram a instalação de Zonas de Processamento de Exportação no Brasil. A ideia de instalação de ZPEs surgiu no final da década de 1980, motivada pelo governo do presidente José Sarney, que buscava encontrar saídas, via industrialização, para o desenvolvimento regional do Nordeste. A proposta sofreu forte oposição do empresariado do Sul e do Sudeste, principais responsáveis pela pauta de exportação do país, sob o argumento de que as ZPEs se transformariam em Zonas Francas de Manaus. Contudo, para ir além de uma resposta meramente política e doméstica para a questão proposta, procurou-se entender as transformações do capitalismo a partir da dinâmica da financeirização econômica e seus impactos em economias dependentes, como é o caso da brasileira, durante a década de 1980, com aprofundamento nos anos 1990. Procurou-se igualmente investigar uma experiência de sucesso com esse tipo de expediente, qual seja, o caso chinês. Verificamos então que, além da falta de interesse e da oposição do empresariado do Sul Sudeste, de parte do movimento sindical e de setores políticos como razões para o fracasso das ZPEs no Brasil, também pesou a ausência de um Estado investidor. Na prática esse Estado inexistiu a partir dos anos1990, dada a opção por uma política macroeconômica apoiada na financeirização da economia, que priorizou a valorização em abstrato do capital em detrimento à sua reprodução via produção de bens e serviços. Logo, criou-se um ambiente desfavorável a projetos de industrialização capazes de promover o desenvolvimento regional. O fato de que apenas uma ZPE, a de Pecém, em São Gonçalo do Amarante, no Ceará, tenha sido implantada, torna-se uma exceção que confirma a regra, pois contou com apoio estatal, via BNDES, para obras importantes de infraestrutura e de instalação de companhias na área.


MEMBROS DA BANCA:
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 2187291 - TATIANA BERRINGER DE ASSUMPCAO
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - ISABELA NOGUEIRA DE MORAIS - UFRJ
Presidente - Externo à Instituição - LEDA MARIA PAULANI - USP
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 2211523 - DEMETRIO GASPARI CIRNE DE TOLEDO
Membro Suplente - Examinador(a) Externo à Instituição - ADRIANA NUNES FERREIRA - UNICAMP
Notícia cadastrada em: 04/11/2021 16:19
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa-2.ufabc.int.br.sigaa-2-prod