PPGCTQ PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA NA ÁREA DE QUÍMICA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgctq

Banca de DEFESA: ANTONIO FRANCISCO DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANTONIO FRANCISCO DA SILVA
DATA : 16/09/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório, 8º andar, Bloco B, Campus SA da Fundação Universidade Federal do ABC, localizada na Avenida dos Estados, 5001, Santa Terezinha, Santo André, SP
TÍTULO:

Extração em Fase Líquida combinada com Espectrometria de Absorção Atômica com Forno de Grafite (GF AAS) para determinação de Estanho em Óleos Comestíveis


PÁGINAS: 87
RESUMO:

O estanho (Sn) é um elemento em abundância no planeta, apresentando os estados de oxidação mais comum Sn(II) e Sn(IV). O estanho metálico tem uma ampla aplicação, principalmente na fabricação de embalagens para a indústria de alimentos, bebidas e aerossóis. Enquanto os compostos inorgânicos de estanho não são considerados tóxicos, os organoestânicos (OTs) apresentam elevada toxicidade. Devido a baixa concentração dos compostos de Sn em diferentes matrizes, como óleos comestíveis, este trabalho utiliza a extração induzida por quebra de emulsão como uma técnica de preparo de amostra para a extração de Sn inorgânico combinada a detecção por absorção atômica com forno de grafite (GF AAS). A EIEB foi realizada nas seguintes condições: pesagem de 1,0 g de óleo vegetal, seguida da adição de 1 mL da solução extratora contendo Triton X-114 2% (m/v) e ácido nítrico 3% (v/v). A mistura foi agitada mecanicamente com o uso de um vórtex para formação da emulsão e a quebra da emulsão foi realizada com aquecimento a 90 °C por 60 minutos. A fase aquosa foi recolhida e o Sn detectado por (GF AAS). Obteve-se uma curva de calibração com uma faixa linear entre 10 e 100 µg L-1 , limite de detecção e quantificação foram respectivamente, 1,1 e 3,6 µg L-1. A exatidão foi avaliada por meio de ensaios de adição e recuperação em diferentes amostras de óleo comestível, obtendo-se valores de 82% até 94%. Também foi realizado o preparo de amostra por meio de digestão em meio ácido por micro-ondas e o Sn foi determinado por espectrometria de massas com plasma indutivamente acoplado (ICP-MS). Um outro método de preparo de amostra baseado na microextração líquido-líquido dispersiva reversa (RP-DLLME), porem foram obtidos bons resultados de recuperação do Sn. O preparo da amostra por EIEB destaca-se pela simplicidade de operação, rapidez e baixo consumo de reagentes.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1543683 - IVANISE GAUBEUR
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - MACIEL SANTOS LUZ
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - MÁRCIA ANDREIA MESQUITA SILVA DA VEIGA
Membro Suplente - Examinador(a) Externo ao Programa - 1933328 - HELOISA FRANCA MALTEZ
Membro Suplente - Examinador(a) Externo à Instituição - CASSIANA SEIMI NOMURA - USP
Notícia cadastrada em: 23/08/2019 09:19
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa-2.ufabc.int.br.sigaa-2-prod