PPGCEM PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE MATERIAIS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: (11) 4996-8201/8201 http://propg.ufabc.edu.br/ppgcem

Banca de QUALIFICAÇÃO: WALTER CONTABILE DE AMORIM MARTINS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : WALTER CONTABILE DE AMORIM MARTINS
DATA : 15/05/2020
HORA: 14:00
LOCAL: por participação remota: https://conferenciaweb.rnp.br/webconf/luiz-67
TÍTULO:

EFEITOS DA ADIÇÃO DE COPOLÍMERO REDISPERSÍVEL VAE NA MICROESTRUTURA E PROPRIEDADES MECÂNICAS EM UMA ARGAMASSA GEOPOLIMÉRICA PARA ASSENTAMENTO DE CERÂMICAS


PÁGINAS: 58
RESUMO:

Tendo em vista o constante crescimento populacional e consequente crescimento habitacional, é implícita a demanda por sistemas construtivos. O cimento Portland é o aglomerante mais comum utilizado em sistemas construtivos cimentícios. Todavia é notável o impacto ambiental causado em sua produção. Em termos estequiométricos, é produzida uma tonelada de CO2 para cada tonelada de clínquer Portland. O desenvolvimento de novas tecnologias que sejam ambientalmente mais viáveis é um viés considerável. O Brasil ocupa um papel protagonista na produção e consumo de revestimentos cerâmicos. O revestimento cerâmico é utilizado para proteger a estrutura e conferir acabamento estético. A argamassa colante cimentícia é utilizada para assentamento do revestimento cerâmico. Uma argamassa colante tradicional é constituída por areia e cimento, portanto possuindo uma característica dura e frágil. Não obstante, a crescente utilização de revestimentos mais tecnológicos e diferentes substratos, com menor porosidade e menor absorção de água, dificulta ainda mais o assentamento do revestimento. Os problemas patológicos como desplacamentos dos revestimentos são comuns. Com a finalidade de desenvolver um material com viés ambiental que substitua a utilização do cimento Portland, esse trabalho consiste na elaboração de uma argamassa com ligante geopolimérico para assentamento de revestimento cerâmico. Como a característica principal de uma argamassa colante é a aderência, a modificação da argamassa geopolimérica com um copolímero redispersível de acetato de vinila-etileno (VAE) tem a intenção de melhorar as suas características mecânicas e estruturais, contribuindo principalmente para questões de aderência e flexibilidade. Os resultados parciais obtidos mostraram que é possível confeccionar uma argamassa com ligante geopolimérico, com metacaulim e cinza de casca de arroz como uma fonte de aluminossilicato alternativa, sendo uma alternativa a uma argamassa convencional. As próximas etapas envolverão a preparação de argamassas geopoliméricas com diferentes teores de VAE para determinação no estado fresco da capacidade de formação de cordão e trabalhabilidade (consistência) e no estado endurecido da deformação transversal em flexão, resistências à flexão, compressão e aderência e características microestruturais (microscopia eletrônica de varredura e difração de raios X).


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1997753 - LUIZ FERNANDO GRESPAN SETZ
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - ROBERTO CESAR DE OLIVEIRA ROMANO - USP
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - ANTONIO EDUARDO MARTINELLI - UFRN
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1948454 - VANIA TROMBINI HERNANDES
Membro Suplente - Examinador(a) Externo ao Programa - 1761015 - RENATA AYRES ROCHA
Notícia cadastrada em: 29/04/2020 00:18
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa-1.sigaa-1