PPGCEM PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE MATERIAIS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: (11) 4996-8201/8201 http://propg.ufabc.edu.br/ppgcem

Banca de DEFESA: DANIEL ALVES HEINZE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DANIEL ALVES HEINZE
DATA : 07/02/2020
HORA: 14:00
LOCAL: sala 303, 3º andar, Bloco B, Campus SA da Fundação Universidade Federal do ABC, localizada na Avenida dos Estados, 5001, Santa Terezinha, Santo André, SP
TÍTULO:

Influência da Concentração de Sílica, Energia de Dispersão e Umidade na Estabilidade de Fluidos Dilatantes


PÁGINAS: 100
RESUMO:

 

Fluidos dilatantes são materiais capazes de sofrer grandes aumentos de viscosidade quando submetidos a tensões críticas. Com isso, esses materiais são ótimas alternativas para aplicações onde a dissipação de energia é importante, como por exemplo na produção de coletes à prova de bala, equipamentos absorvedores de impacto, entre outros. Entretanto, novas aplicações dependem do desenvolvimento de estratégias para confinar os fluidos dilatantes, facilitando sua manipulação. Uma possibilidade é a combinação de elastômeros com esses fluidos, resultando em materiais flexíveis, mas capazes de absorver impactos. Este trabalho tem como objetivo desenvolver uma metodologia eficiente para produzir misturas de elastômeros termoplásticos de SEBS com fluidos dilatantes, buscando aproveitar as vantagens das propriedades dilatantes desses fluidos para melhorar a absorção de impacto nos materiais elastoméricos. Fluidos dilatantes foram obtidos com sucesso pela mistura de polietilenoglicol (PEG) com nanopartículas de sílica em suspensão com o auxílio de ultrassom. A estabilidade das propriedades dilatantes foi estudada por testes reológicos em função do tempo e outros parâmetros. A mistura dos fluidos dilatantes com SEBS foi realizada por solução em tolueno e posterior evaporação. Os resultados preliminares mostraram que a produção desses materiais por solubilização em tolueno não foi eficaz, uma vez que as propriedades do fluido dilatante foram danificadas ao misturá-lo com o solvente. Processos termomecânicos também não se mostraram eficientes por conta do uso de altas temperaturas para conformar o SEBS. Apesar disso, misturas de SEBS na forma de pó com fluidos dilatantes resultaram em uma pasta com grande aumento na capacidade de dissipação de energia, em comparação com o material puro, o que mostra que a adição de fluido dilatante é eficaz para melhorar a absorção de impacto.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1761120 - DANILO JUSTINO CARASTAN
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 1730526 - SUEL ERIC VIDOTTI
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - NICOLE RAYMONDE DEMARQUETTE
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1850090 - ANNE CRISTINE CHINELLATO
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 2347767 - MATHILDE JULIENNE GISELE CHAMPEAU FERREIRA
Membro Suplente - Examinador(a) Externo à Instituição - RICARDO JORGE ESPANHOL ANDRADE - UPM
Notícia cadastrada em: 10/01/2020 15:34
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa-1.sigaa-1