PPGCEM PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE MATERIAIS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: (11) 4996-8201/8201 http://propg.ufabc.edu.br/ppgcem

Banca de DEFESA: ISABELA TRINDADE COUTINHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ISABELA TRINDADE COUTINHO
DATA : 11/02/2020
HORA: 14:00
LOCAL: sala 303, 3º andar, Bloco B, Campus SA da Fundação Universidade Federal do ABC, localizada na Avenida dos Estados, 5001, Santa Terezinha, Santo André, SP
TÍTULO:

Impregnação de Polímeros com Dois Compostos Assistida por CO2 Supercrítico: Fenômenos Específicos à Impregnação Dupla


PÁGINAS: 80
RESUMO:

Para reduzir os efeitos colaterais da ingestão oral ou via injeção de fármacos, a impregnação assistida por dióxido de carbono supercrítico (scCO2) tem sido usada para desenvolver novos sistemas de entrega de fármacos. Apesar de ser um sistema bem conhecido quanto a influência dos parâmetros de processo e quanto a influência das interações físico-químicas na impregnação de um composto em uma matriz polimérica, não há estudos sistemáticos sobre esses parâmetros na impregnação de sistemas multicomponentes, como os extratos naturais. Apesar de não existir esse tipo de estudo, a impregnação desses sistemas multicomponentes tem ganhado a atenção devido a sua elevada bioatividade e baixa toxicidade. O presente trabalho tem como objetivo identificar e explicar fenômenos específicos na impregnação simultânea de diferentes compostos em um polímero a fim de se otimizar a impregnação de sistemas multicomponentes. Para isso foram escolhidas duas matrizes poliméricas, o Poli(L-Ácido Láctico) (PLLA) e o Polietileno Linear de Baixa Densidade (PELBD), e a combinação de dois compostos entre a aspirina, o cetoprofeno e a carvona para realizar a impregnação dupla. As impregnações foram investigadas em duas condições, {60 ºC; 90 bar} e {80 ºC; 300 bar} por 3h. A quantidade de compostos impregnados foi determinada gravimetricamente e por HPLC, FTIR foi utilizado para verificar a impregnação e as interações entre o polímero/composto e a análise de DSC foi utilizada para verificar o impacto da impregnação na microestrutura dos polímeros e para auxiliar na explicação das quantidades impregnadas. As impregnações observadas para o PLLA foram maiores do que as observadas para o PELBD, porém ambas apresentaram a mesma tendência. A {60ºC; 90bar} a carvona mostrou uma boa impregnação, auxiliando na impregnação do cetoprofeno e da aspirina. A {80 ℃; 300 bar} o cetoprofeno e a aspirina apresentaram maiores impregnações, mostrando que essa condição é mais favorável para a sua impregnação, e desta vez auxiliando na impregnação da carvona. Os resultados indicam que a presença de um composto de alta ação plastificante em uma dada condição de temperatura e pressão auxilia na impregnação dos demais compostos. A liberação dos compostos impregnados simultaneamente e individualmente no PLLA foi comparada.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 2347767 - MATHILDE JULIENNE GISELE CHAMPEAU FERREIRA
Membro Titular - Examinador(a) Externo ao Programa - 2352281 - LIGIA PASSOS MAIA
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - PEDRO MIGUEL VIDINHA GOMES - USP
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1850090 - ANNE CRISTINE CHINELLATO
Membro Suplente - Examinador(a) Externo ao Programa - 1671275 - DERVAL DOS SANTOS ROSA
Membro Suplente - Examinador(a) Externo ao Programa - 1085298 - JULIANA MARTIN DO PRADO
Notícia cadastrada em: 04/01/2020 02:42
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa-1.sigaa-1