PPGCEM PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE MATERIAIS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgcem

Banca de DEFESA: FÁBIO OKAMOTO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FÁBIO OKAMOTO
DATA : 06/05/2022
HORA: 08:30
LOCAL: https://conferenciaweb.rnp.br/webconf/renato-29
TÍTULO:

Estudo do efeito de parâmetros de anodização sobre o comportamento de corrosão sob tensão da liga de magnésio AZ61


PÁGINAS: 80
RESUMO:

O magnésio e suas ligas apresentam propriedades físicas que os tornam interessantes em aplicações na engenharia. Em usos estruturais, esses materiais apresentam a vantagem de possuírem massa específica menor que a de aços e de ligas de alumínio. Contudo, são susceptíveis à corrosão e diversos estudos são realizados com o intuito de minimizar este fenômeno com enfoque, por exemplo, em tratamentos de superfície como a anodização. Além disso, assim como materiais metálicos de alta resistência mecânica como aços de alta resistência e baixa liga (ARBL), as ligas de magnésio são sujeitas à corrosão sob tensão. O objetivo do presente trabalho é investigar o efeito de parâmetros de anodização da liga de magnésio AZ61 sobre seu comportamento de corrosão sob tensão. Os parâmetros de anodização foram estudados com o intuito de aumentar a resistência à corrosão, pelas técnicas eletroquímicas, em relação ao material na condição como-recebida. O intuito é estudar seu efeito sobre comportamento de corrosão sob tensão, avaliando a morfologia, a espessura, a rugosidade e a composição das camadas anodizadas. A etapa inicial do trabalho, aqui retratada, consistiu na execução de tratamentos de anodização da liga AZ61 utilizando diferentes concentrações com densidade de corrente de anodização constante. Em etapas posteriores, foram variados o tipo de eletrólito, a densidade de corrente e o tempo de anodização. Os resultados mostraram que a concentração não foi efetiva para melhorar o comportamento eletroquímico do material. Por outro lado, o aumento da densidade de corrente e do tempo de anodização produziram efeitos favoráveis para minimizar a degradação do material. Os eletrólitos de anodização a base de silicato com borato; e de fosfato também formaram os filmes de óxido com as melhores características frente à corrosão da liga de magnésio AZ61, em relação ao estado como-recebido. Os resultados mostraram que essas melhoraram as propriedades eletroquímicas contra a degradação do material tornando seus potenciais de corrosão menos negativos e suas densidades de corrente de corrosão diminuíram.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1671298 - RENATO ALTOBELLI ANTUNES
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 3068039 - MOHAMMAD MASOUMI
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - JEAN VICENTE FERRARI - USP
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1671394 - HUMBERTO NAOYUKI YOSHIMURA
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1646041 - CARLOS TRIVENO RIOS
Membro Suplente - Examinador(a) Externo à Instituição - FERNANDA MARTINS QUEIROZ - SENAI/CETIQT
Notícia cadastrada em: 19/03/2022 16:37
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa-1.ufabc.int.br.sigaa-1-prod