PPGENE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENERGIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Teléfono/Ramal: No informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgene

Banca de DEFESA: ANDREA CAROLINA GUTIERREZ GOMEZ

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANDREA CAROLINA GUTIERREZ GOMEZ
DATA : 29/09/2021
HORA: 14:00
LOCAL: online (meet.google.com/hpt-cxqs-jbn)
TÍTULO:

APROVEITAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO PROCESSO DE COMBUSTÃO DIRETA: ESTIMATIVA DO COMPORTAMENTO TERMOQUÍMICO DAS CINZAS, EMISSÕES EVITADAS E DO POTENCIAL ENERGÉTICO


PÁGINAS: 173
RESUMO:

Este trabalho apresenta a combustão direta com recuperação de energia como método de tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos úmidos (resíduos misturados e contaminados com frações orgânicas) gerados a partir da coleta seletiva no Brasil, com base na sua caracterização termoquímica, buscando um destino final diferente dos lixões, e diminuindo a quantidade de resíduos enviados para aterros no país. O potencial de recuperação de energia foi calculado a partir da caracterização física, química e térmica dos produtos encontrados no fluxo de resíduos agrupados em cinco categorias combustíveis (Matéria Orgânica, Resíduos Sanitários, Papel/papelão/Tetra Pak®, Plásticos e Têxteis). A caracterização termoquímica, o comportamento dos resíduos como matéria-prima para usinas de energia, análise dos principais parâmetros característicos da combustão, determinação dos parâmetros da cinética da combustão, o potencial de recuperação de energia e as emissões de GEE evitadas em três cenários de eficiência de energia elétrica (18, 25, e 30%) foram estudados. Os resultados mostram que a combustão com recuperação de energia poderia ser usada como método de tratamento devido às características dos RSU brasileiros como combustível sólido, com um valor de PCI 7,22±1,76 MJ.kg-1, teor de umidade de 49,19±10,05% e teor de cinzas de 14,23±6,71%; destacando que em algumas regiões do país, existe a necessidade de usar combustíveis auxiliares para a combustão de resíduos. As categorias combustíveis apresentam um alto potencial de formação de depósitos, estimulado principalmente pelo conteúdo de Na2O. As instalações de combustão de RSU poderiam contribuir com mais 3% de energia elétrica na matriz energética nacional a partir do uso de pelo menos 67% dos RSU coletados no pais. Além disso, poderiam ser evitadas as emissões anuais de 1 milhão de toneladas de CH4 (24 milhões de toneladas de equivalente CO2) e cerca de 140 milhões de metros cúbicos de lixões, dependente da eficiência elétrica bruta da tecnologia Waste-to-Energy.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1648855 - ANA MARIA PEREIRA NETO
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 1548098 - GILBERTO MARTINS
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - WALDIR ANTONIO BIZZO - UNICAMP
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - JOSE ANTONIO PERRELLA BALESTIERI - UNESP
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - SILVIA AZUCENA NEBRA DE PEREZ - UFABC
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1600874 - MARCELO MODESTO DA SILVA
Membro Suplente - Examinador(a) Externo à Instituição - RAFAEL AUGUSTO SOTANA DE SOUZA - UFSCAR
Notícia cadastrada em: 03/09/2021 09:51
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa-1.sigaa-1