PPGECO PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Telefone/Ramal: Não informado http://propg.ufabc.edu.br/eco
Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFABC

2020
Dissertações
1
  • ALEXSANDRO ROBERTO NASCIMENTO ORDONEZ
  • Crescimento Econômico e Volatilidade: uma análise para os Estados Brasileiros

  • Orientador : RICARDO BATISTA POLITI
  • Data: 04/02/2020

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem como pretensão averiguar quais os efeitos da volatilidade sobre as principais variáveis fiscais dos estados brasileiros. No caso, usa como variável explicativa o crescimento econômico dos entes federativos do Brasil entre o período de 1995 até 2016 e observa o modo como a volatilidade da receita e despesa interfere frente a esta.

    Como aporte metodológico, usa-se o trabalho de Afonso e Furceri (2010) como referência. Logo, ao invés de avaliar países e o crescimento econômico destes, opta-se por verificar a esfera estadual brasileira e os eventuais efeitos da volatilidade, tanto da receita quanto da despesa destes, e seus impactos sobre o PIB de cada um destes.

    Portanto, espera-se encontrar o efeito das volatilidades sobre o PIB de todos os Estados Brasileiros e comparar tais efeitos com a literatura vigente sobre o assunto, usando as variáveis cabíveis ao estudo e também apontar quais os modelos mais condizentes com a realidade brasileira. Cabe salientar também que o estudo usará duas ou mais variáveis de volatilidade, para que assim possa-se explorar melhor todas as possibilidades desta empreitada.  


  • Mostrar Abstract
  • O presente trabalho tem como pretensão averiguar quais os efeitos da volatilidade sobre as principais variáveis fiscais dos estados brasileiros. No caso, usa como variável explicativa o crescimento econômico dos entes federativos do Brasil entre o período de 1995 até 2016 e observa o modo como a volatilidade da receita e despesa interfere frente a esta.

    Como aporte metodológico, usa-se o trabalho de Afonso e Furceri (2010) como referência. Logo, ao invés de avaliar países e o crescimento econômico destes, opta-se por verificar a esfera estadual brasileira e os eventuais efeitos da volatilidade, tanto da receita quanto da despesa destes, e seus impactos sobre o PIB de cada um destes.

    Portanto, espera-se encontrar o efeito das volatilidades sobre o PIB de todos os Estados Brasileiros e comparar tais efeitos com a literatura vigente sobre o assunto, usando as variáveis cabíveis ao estudo e também apontar quais os modelos mais condizentes com a realidade brasileira. Cabe salientar também que o estudo usará duas ou mais variáveis de volatilidade, para que assim possa-se explorar melhor todas as possibilidades desta empreitada.  

2
  • FABIO RAFAEL OTHEGUY FERNANDES
  • Dois Ensaios por uma Interpretação Radical do Institucionalismo Original

  • Orientador : MANUEL RAMON SOUZA LUZ
  • Data: 06/02/2020

  • Mostrar Resumo
  • Tendo como base uma leitura fundamental da obra de Thorstein Veblen
    através da tradição denominada Institucionalismo Radical, a Dissertação busca
    posiciona-la em relação a outras escolas do pensamento econômico. Desse modo, o
    trabalho resgata as abordagens das escolas neoclássica, marxista, pós-keynesiana e
    institucionalista sob duas óticas distintas: uma de caráter moral e outra de caráter
    político. No primeiro caso, o trabalho opta por investigar como cada uma dessas
    tradições enxergam o ser humano inserido no mundo econômico: isto é, como e porque
    agimos ao defrontarmo-nos com as decisões da vida econômica. No segundo caso, o
    trabalho expõe como estas diferentes escolas do pensamento entendem e se posicionam
    frente à ordem socioeconômica capitalista. O texto conclui que a escola econômica
    neoclássica possui uma leitura moral e política que sustenta o status quo
    contemporâneo. A escola pós-keynesiana, embora distancie-se da primeira por possuir
    uma abordagem mais crítica e menos idólatra, não possui abordagem que possa ser
    caracterizada como antagônica à neoclássica. Por outro lado, marxistas e
    institucionalistas possuem uma visão que é, com algumas diferenças, fortemente crítica
    tanto à percepção ontológica do ser humano moderno quanto à organização política
    imposta pela atual estrutura socioeconômica.


  • Mostrar Abstract
  • Tendo como base uma leitura fundamental da obra de Thorstein Veblen
    através da tradição denominada Institucionalismo Radical, a Dissertação busca
    posiciona-la em relação a outras escolas do pensamento econômico. Desse modo, o
    trabalho resgata as abordagens das escolas neoclássica, marxista, pós-keynesiana e
    institucionalista sob duas óticas distintas: uma de caráter moral e outra de caráter
    político. No primeiro caso, o trabalho opta por investigar como cada uma dessas
    tradições enxergam o ser humano inserido no mundo econômico: isto é, como e porque
    agimos ao defrontarmo-nos com as decisões da vida econômica. No segundo caso, o
    trabalho expõe como estas diferentes escolas do pensamento entendem e se posicionam
    frente à ordem socioeconômica capitalista. O texto conclui que a escola econômica
    neoclássica possui uma leitura moral e política que sustenta o status quo
    contemporâneo. A escola pós-keynesiana, embora distancie-se da primeira por possuir
    uma abordagem mais crítica e menos idólatra, não possui abordagem que possa ser
    caracterizada como antagônica à neoclássica. Por outro lado, marxistas e
    institucionalistas possuem uma visão que é, com algumas diferenças, fortemente crítica
    tanto à percepção ontológica do ser humano moderno quanto à organização política
    imposta pela atual estrutura socioeconômica.

3
  • GIOVANA CAVAGGIONI BIGLIAZZI
  • As oportunidades e desafios para trabalhadores artísticos: reflexões a partir da Abordagem de Capabilities

  • Orientador : MONICA YUKIE KUWAHARA
  • Data: 11/02/2020

  • Mostrar Resumo
  • A dissertação de mestrado proposta será composta por dois ensaios sobre o mercado de trabalho em artes e espetáculos no Brasil. Ainda que sejam dois ensaios independentes em termos dos procedimentos e dos objetivos específicos, trata-se de análises complementares que utilizam a abordagem de capabilities de Amartya Sen e de Martha Nussbaum como referência teórica principal para interpretar os resultados. Os ensaios convergem para a discussão sobre fatores que poderiam configurar privações às escolhas para atuação no mercado de trabalho artístico, a partir da análise das relações econômicas e sociais que poderiam restringir as escolhas de pessoas que buscassem atuar como artistas. No primeiro ensaio, que se encontra mais desenvolvido e próximo da finalização, o objetivo geral é identificar desigualdades de oportunidades para mulheres no mercado de trabalho brasileiro, especificamente no setor de artes e espetáculo. Traça o perfil dos trabalhadores do setor artístico no Brasil a partir dos microdados dos censos demográficos do IBGE de 2000 e 2010, e identifica os grupos socioeconomicamente mais e menos vulneráveis.  O estudo busca estabelecer um índice de oportunidades para o mercado de trabalho em artes nos anos de 2000 e 2010, utilizando como referência norteadora a teoria da igualdade de oportunidades de Roemer (1998), e interpretado à luz da abordagem de capabilities. Através da decomposição de Shapley, buscar-se-á um indicador das desigualdades de oportunidade para mulheres no mercado de trabalho artístico no Brasil. Os resultados procuram sinalizar a importância de adoção de políticas culturais como incentivos à realização e à liberdade. O segundo ensaio proposto encontra-se em versão embrionária. Seu objetivo geral é identificar relações entre as políticas públicas culturais e efeitos sobre o mercado de trabalho de artistas. Para isso, procura estabelecer uma estratégia  que se inicia com a análise do efeito do acesso à internet na disponibilidade de equipamentos culturais nos municípios e a relação desses equipamentos com o mercado de trabalho no setor de artes e espetáculos. A principal base de dados é a Pesquisa de Informações Básicas Municipais (MUNIC) divulgada pelo IBGE. As discussões sobre a importância econômica da cultura normalmente estão associadas a questões de desenvolvimento econômico e são medidas em termos do retorno que os investimentos em arte e cultura proporcionam. A abordagem de capabilities pode ampliar a  compreensão do tema ao salientar a cultura como um bem público, relevante para o desenvolvimento econômico e social, ao favorecer o empoderamento de grupos vulneráveis através da arte e da cultura.


  • Mostrar Abstract
  • A dissertação de mestrado proposta será composta por dois ensaios sobre o mercado de trabalho em artes e espetáculos no Brasil. Ainda que sejam dois ensaios independentes em termos dos procedimentos e dos objetivos específicos, trata-se de análises complementares que utilizam a abordagem de capabilities de Amartya Sen e de Martha Nussbaum como referência teórica principal para interpretar os resultados. Os ensaios convergem para a discussão sobre fatores que poderiam configurar privações às escolhas para atuação no mercado de trabalho artístico, a partir da análise das relações econômicas e sociais que poderiam restringir as escolhas de pessoas que buscassem atuar como artistas. No primeiro ensaio, que se encontra mais desenvolvido e próximo da finalização, o objetivo geral é identificar desigualdades de oportunidades para mulheres no mercado de trabalho brasileiro, especificamente no setor de artes e espetáculo. Traça o perfil dos trabalhadores do setor artístico no Brasil a partir dos microdados dos censos demográficos do IBGE de 2000 e 2010, e identifica os grupos socioeconomicamente mais e menos vulneráveis.  O estudo busca estabelecer um índice de oportunidades para o mercado de trabalho em artes nos anos de 2000 e 2010, utilizando como referência norteadora a teoria da igualdade de oportunidades de Roemer (1998), e interpretado à luz da abordagem de capabilities. Através da decomposição de Shapley, buscar-se-á um indicador das desigualdades de oportunidade para mulheres no mercado de trabalho artístico no Brasil. Os resultados procuram sinalizar a importância de adoção de políticas culturais como incentivos à realização e à liberdade. O segundo ensaio proposto encontra-se em versão embrionária. Seu objetivo geral é identificar relações entre as políticas públicas culturais e efeitos sobre o mercado de trabalho de artistas. Para isso, procura estabelecer uma estratégia  que se inicia com a análise do efeito do acesso à internet na disponibilidade de equipamentos culturais nos municípios e a relação desses equipamentos com o mercado de trabalho no setor de artes e espetáculos. A principal base de dados é a Pesquisa de Informações Básicas Municipais (MUNIC) divulgada pelo IBGE. As discussões sobre a importância econômica da cultura normalmente estão associadas a questões de desenvolvimento econômico e são medidas em termos do retorno que os investimentos em arte e cultura proporcionam. A abordagem de capabilities pode ampliar a  compreensão do tema ao salientar a cultura como um bem público, relevante para o desenvolvimento econômico e social, ao favorecer o empoderamento de grupos vulneráveis através da arte e da cultura.

4
  • LUÍS FERNANDO DA SILVA E SILVA
  • Transparência fiscal e instrumentos pigouvianos de política pública: um experimento de laboratório

  • Orientador : THIAGO FONSECA MORELLO RAMALHO DA SILVA
  • Data: 13/02/2020

  • Mostrar Resumo
  • Transparência fiscal e instrumentos pigouvianos de política pública: um experimento de laboratório


  • Mostrar Abstract
  • Transparência fiscal e instrumentos pigouvianos de política pública: um experimento de laboratório

5
  • LUCAS GUILHERME DE MOURA
  • Canais de transmissão de conhecimento financeiro: o papel dos pais e da escola

  • Orientador : ANA CLAUDIA POLATO E FAVA
  • Data: 14/02/2020

  • Mostrar Resumo
  • Na última avaliação do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA) de 2015, o Brasil conquistou a última colocação entre os países membros e não membros da OECD que se interessaram por participar do Questionário de Conhecimento Financeiro. Mas o que levou o país a obter tal posição? Será que os estudantes brasileiros que responderam o questionário não tiveram acesso à algum curso de educação financeira ao longo do seu crescimento pessoal? Ou talvez as figuras parentais não transmitiram os conhecimentos financeiros pessoais para seus filhos? Essas perguntas são direcionadas aos canais de transmissão de conhecimento financeiro que o jovem pode obter ao longo do seu crescimento até porquê, um possível intermediador dos ensinos envolvendo as questões financeiras são, além dos próprios cursos de educação financeira fornecidos dentro ou fora das escolas, as figuras parentais dos jovens adultos que estão prestes a ingressar em uma fase de total ou parcial independência financeira. O acesso ao conhecimento financeiro permiti que os indivíduos possam ampliar seus conhecimentos, amadurecer seus comportamentos e suas atitudes, afim de alcançar uma autoeficácia necessária para realizar planejamentos de gastos, de poupança, além de lidar com as diferentes formas de juros e a diversificação dos riscos. Decorrente a isso, esse artigo visa compreender os elos que o ensino de educação financeira dentro e fora das escolas, além dos ensinamentos passados pelas figuras parentais no decorrer da vida de um estudante, possa fornecer comportamentos conscientes positivos em questão das obrigações financeiras. Assim sendo, os dados com foco no indivíduo, na família, na comunidade e até mesmo na escala global para o Brasil foram selecionados, assim como para outras 14 economias que servirão como comparação, com o objetivo de associar as experiências diretas com os cursos de educação financeira e a transmissão de habilidades financeiras dos pais para os filhos com o comportamento e atitude dos alunos de 15 anos em conhecimento financeiro. Resultados prévios preveem que o acesso a algum curso de educação financeira influencia positivamente o comportamento consciente e o conhecimento financeiro dos estudantes, além do diálogo com os pais que possui efeito similar.


  • Mostrar Abstract
  • Na última avaliação do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA) de 2015, o Brasil conquistou a última colocação entre os países membros e não membros da OECD que se interessaram por participar do Questionário de Conhecimento Financeiro. Mas o que levou o país a obter tal posição? Será que os estudantes brasileiros que responderam o questionário não tiveram acesso à algum curso de educação financeira ao longo do seu crescimento pessoal? Ou talvez as figuras parentais não transmitiram os conhecimentos financeiros pessoais para seus filhos? Essas perguntas são direcionadas aos canais de transmissão de conhecimento financeiro que o jovem pode obter ao longo do seu crescimento até porquê, um possível intermediador dos ensinos envolvendo as questões financeiras são, além dos próprios cursos de educação financeira fornecidos dentro ou fora das escolas, as figuras parentais dos jovens adultos que estão prestes a ingressar em uma fase de total ou parcial independência financeira. O acesso ao conhecimento financeiro permiti que os indivíduos possam ampliar seus conhecimentos, amadurecer seus comportamentos e suas atitudes, afim de alcançar uma autoeficácia necessária para realizar planejamentos de gastos, de poupança, além de lidar com as diferentes formas de juros e a diversificação dos riscos. Decorrente a isso, esse artigo visa compreender os elos que o ensino de educação financeira dentro e fora das escolas, além dos ensinamentos passados pelas figuras parentais no decorrer da vida de um estudante, possa fornecer comportamentos conscientes positivos em questão das obrigações financeiras. Assim sendo, os dados com foco no indivíduo, na família, na comunidade e até mesmo na escala global para o Brasil foram selecionados, assim como para outras 14 economias que servirão como comparação, com o objetivo de associar as experiências diretas com os cursos de educação financeira e a transmissão de habilidades financeiras dos pais para os filhos com o comportamento e atitude dos alunos de 15 anos em conhecimento financeiro. Resultados prévios preveem que o acesso a algum curso de educação financeira influencia positivamente o comportamento consciente e o conhecimento financeiro dos estudantes, além do diálogo com os pais que possui efeito similar.

6
  • RONYE FREITAS ROCHA
  • A CRISE ECONÔMICA BRASILEIRA: UMA ANÁLISE ECONÔMICO EPISTEMOLÓGICA SOBRE A QUEDA DO INVESTIMENTO

  • Orientador : FABIO HENRIQUE BITTES TERRA
  • Data: 29/06/2020

  • Mostrar Resumo
  • O presente projeto de pesquisa visa a estudar como se dá o processo de formação de crenças e expectativas quanto ao futuro, assim como seu impacto na economia real tendo em vista o seu papel crucial como determinante do investimento em Keynes. Utiliza-se como recorte analítico a crise econômica brasileira.


  • Mostrar Abstract
  • O presente projeto de pesquisa visa a estudar como se dá o processo de formação de crenças e expectativas quanto ao futuro, assim como seu impacto na economia real tendo em vista o seu papel crucial como determinante do investimento em Keynes. Utiliza-se como recorte analítico a crise econômica brasileira.

2019
Dissertações
1
  • ARIANA STEPHANIE ZERBINATTI
  • Incerteza e atividade industrial brasileira: uma abordagem setorial

  • Orientador : BRUNO DE PAULA ROCHA
  • Data: 13/02/2019

  • Mostrar Resumo
  • Não informado


  • Mostrar Abstract
  • Não informado

2
  • JACQUELINE DE SOUZA ANJOLIM
  • Discriminação salarial entre sexos no Brasil de 1996 a 2015: uma análise econométrica com pareamento por características e escore de propensão

  • Orientador : THIAGO FONSECA MORELLO RAMALHO DA SILVA
  • Data: 23/04/2019

  • Mostrar Resumo
  • Não informado


  • Mostrar Abstract
  • Não informado

3
  • LUCAS FALCÃO SILVA
  • Estabilidade, solidarismo e eficiência das cooperativas de economia solidária brasileiras: uma análise empírica

  • Orientador : THIAGO FONSECA MORELLO RAMALHO DA SILVA
  • Data: 03/05/2019

  • Mostrar Resumo
  • Não informado


  • Mostrar Abstract
  • Não informado

4
  • LEANDRO XAVIER BORGES
  • Desafios da mobilidade na RMSP: reflexões sobre deslocamentos e a qualidade de vida

  • Orientador : MONICA YUKIE KUWAHARA
  • Data: 13/05/2019

  • Mostrar Resumo
  • Não informado


  • Mostrar Abstract
  • Não informado

5
  • WILLIAM BRANDÃO
  • Definindo um modelo de desempenho para as startups: uma abordagem das Capacidades Dinâmicas

  • Orientador : ALBERTO SANYUAN SUEN
  • Data: 03/06/2019

  • Mostrar Resumo
  • Não informado


  • Mostrar Abstract
  • Não informado

6
  • GABRIEL DE CASTRO KATO
  • Questões metodológicas da Economia Comportamental

  • Orientador : RAMON VICENTE GARCIA FERNANDEZ
  • Data: 28/11/2019

  • Mostrar Resumo
  • Não informado


  • Mostrar Abstract
  • Não informado

7
  • GUSTAVO CORRADI MATOS
  • Previsão do Retorno do Dólar Futuro com Modelos de Alta Frequência

  • Orientador : GUILHERME DE OLIVEIRA LIMA CAGLIARI MARQUES
  • Data: 29/11/2019

  • Mostrar Resumo
  • Não informado


  • Mostrar Abstract
  • Não informado

8
  • VINICIUS YEPEZ DO LAGO
  • Uma abordagem pós-keynesiana do mark-up da indústria de transformação brasileira e seus determinantes: 2008-2016

  • Orientador : PATRICIA HELENA FERNANDES CUNHA
  • Data: 12/12/2019

  • Mostrar Resumo
  • não informado


  • Mostrar Abstract
  • não informado

2018
Dissertações
1
  • BEATRIZ REZZIERI MARCHEZINI
  • VIOLÊNCIA E VULNERABILIDADE: 2 ENSAIOS A PARTIR DE DADOS EM PAINEL

  • Orientador : MONICA YUKIE KUWAHARA
  • Data: 29/11/2018

  • Mostrar Resumo
  • Não informado


  • Mostrar Abstract
  • Não informado

SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa-2.ufabc.int.br.sigaa-2