PPGENE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENERGIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Teléfono/Ramal: No informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgene

Banca de DEFESA: BRENDA MARCELLO SCHMIDT AGOSTINHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BRENDA MARCELLO SCHMIDT AGOSTINHO
DATA : 26/06/2023
HORA: 10:00
LOCAL: meet.google.com/fqh-uaaw-bby
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DO IMPACTO NO PREÇO DE LIQUIDAÇÃO DAS DIFERENÇAS OCASIONADAS PELOS DESVIOS DE PREVISÃO DE VAZÕES


PÁGINAS: 96
RESUMO:

A matriz elétrica brasileira é uma das mais renováveis do mundo e tem como base principal as usinas hidrelétricas, que já representaram mais de 90% da geração total para atendimento à demanda. Atualmente este percentual fica normalmente entre 50% e 75% conforme a disponibilidade, este valor foi reduzido em consequência da expansão do parque de geração térmica e o aumento da representatividade das eólicas a partir de 2015. Considerando essa macro característica da matriz brasileira, há uma dependência entre a segurança de atendimento a demanda do sistema, as condições hidrológicas, e os preços de energia elétrica. Sendo assim, se faz necessário um planejamento da operação dos recursos energéticos disponíveis para que as incertezas quanto à disponibilidade de água futura sejam adequadamente gerenciadas em um determinado período de planejamento. As políticas de planejamento da operação têm como principal variável de entrada a previsão de afluências futuras, e, de saída, um indicador para a operação do sistema e preço de energia elétrica. Neste trabalho buscou-se analisar o impacto dos erros de previsão de vazão afluente em termos do Custo Marginal de Operação, comparando cenários operativos com dados de vazões afluentes previstos para o período com relação aos dados realizados e os históricos. Portanto, nos casos testes foram realizadas quatro simulações de preços semanais, para o ano de 2021, alterando as vazões afluentes mensais, bem como o nível de armazenamento dos reservatórios. Para isso foram utilizados os modelos computacionais vigentes no setor elétrico brasileiro, e as análises dos resultados obtidos mostram que os erros de previsão de vazões afluentes provocam um pequeno impacto na definição de preço, mas por outro lado pode-se perceber que as características operativas do sistema, tais como, as características da modelagem do sistema elétrico, o nível dos reservatórios das usinas, e as regras e condições impostas à operação se mostraram variáveis tão importantes quanto as vazões afluentes disponíveis às usinas hidroelétricas no período de planejamento. Espera-se que as análises realizadas possam auxiliar os tomadores de decisão a optarem por estratégias e melhorias nos modelos computacionais responsáveis pela determinação das políticas operativas do setor elétrico, com intuito minimizar a volatilidades nos preços de energia elétrica, e consequentemente trazer mais segurança energética para o país.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1544340 - PATRICIA TEIXEIRA LEITE ASANO
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 1734918 - PAULO HENRIQUE DE MELLO SANT ANA
Membro Titular - Examinador(a) Externo ao Programa - 721.478.571-49 - HUGO VALADARES SIQUEIRA - UTFPR
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1876380 - THALES SOUSA
Membro Suplente - Examinador(a) Externo à Instituição - RODRIGO SACCHI - USP

Notícia cadastrada em: 30/05/2023 11:58
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa-1.ufabc.int.br.sigaa-1-prod