PPGENE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENERGIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Teléfono/Ramal: No informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgene

Banca de DEFESA: CELSO CARLOS SOARES SPUHL

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CELSO CARLOS SOARES SPUHL
DATA : 06/09/2022
HORA: 14:00
LOCAL: https://conferenciaweb.rnp.br/webconf/ricardo-38
TÍTULO:

Os Efeitos do Acúmulo de Sujeira sobre o Desempenho de Módulos Fotovoltaicos: Um estudo de caso no Campus Santo André da UFABC.

Os Efeitos do Acúmulo de Sujeira sobre o Desempenho de Módulos Fotovoltaicos:

Um estudo de caso no Campus Santo André da UFABC.


PÁGINAS: 92
RESUMO:

Dentre as alternativas para uma produção de energia sustentável e limpa, a geração solar fotovoltaica se destaca por tratar-se de uma fonte de conversão direta da energia solar em energia elétrica, com rápido retorno do investimento, silenciosa e não prejudicial ao meio ambiente. Aspectos como o clima e as características ambientais e locais de cada região resultam em impactos específicos na geração fotovoltaica. O acúmulo de sujeira e outros contaminantes ambientais nos módulos fotovoltaicos, classificados como "soiling" (sujidade em tradução livre), resulta em diminuição da irradiância solar que alcança as junções semicondutoras do módulo e, portanto, reduz a geração de energia elétrica. Neste contexo, torna-se relevante o estudo do impacto deste fator sobre o desempenho dos sistema fotovoltaicos instalados em diferentes regiões. É necessário que se possa determinar a frequência de manutenção de limpeza periodica, por meio de um cronograma que considere o custo-beneficio desta ação no produto final, que é a energia elétrica. Portanto, este trabalho de pesquisa avaliou os efeitos da sujidade no desempenho dos sistemas fotovoltaicos, em uma planta localizada no município de Santo André, São Paulo. Foi determinada a perda de desempenho na geração de energia elétrica por unidade de tempo devido a este fator, utilizando-se os dados de geração do inversor e curvas IxV medidas em campo, em um método de comparação entre referências sujas e limpas. Em uma primeira etapa do experimento os resultados apontaram perdas de 16,04% para uma sujeira acumulada por um ano e dez meses. Na segunda etapa, partindo com os módulos fotovoltaicos limpos, as perdas entre as referências "limpa" e "suja" alcançaram  9,09%, ao final de nove meses de monitoramento. Por fim, conhecendo os custos com as perdas de geração devido a sujidade e os custos para a limpeza periódica, foi determinada a frequência de duas limpezas ao ano, como a mais adequada para a usina estudada.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 2236209 - RICARDO DA SILVA BENEDITO
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 1544367 - FEDERICO BERNARDINO MORANTE TRIGOSO
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - MARCELO PINHO ALMEIDA - USP
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1671333 - EDMARCIO ANTONIO BELATI
Membro Suplente - Examinador(a) Externo ao Programa - 1544274 - SERGIO HENRIQUE FERREIRA DE OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 17/08/2022 16:46
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa-2.ufabc.int.br.sigaa-2-prod