PPGENE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENERGIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Teléfono/Ramal: No informado http://propg.ufabc.edu.br/ppgene

Banca de QUALIFICAÇÃO: VINICIUS DE LIRA TEIXEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VINICIUS DE LIRA TEIXEIRA
DATA : 05/07/2022
HORA: 10:00
LOCAL: Sala 306 do Bloco B do Campus de Santo André da Universidade Federal do ABC
TÍTULO:

MODELO PARA A CURVA DE POTÊNCIA DE GERADORES EÓLICOS A PARTIR DE DADOS EXPERIMENTAIS


PÁGINAS: 99
RESUMO:

Uma das fontes primárias de energia renovável que mais cresce no Brasil e no mundo é a eólica. Um dos desafios implícitos a este tipo conversão de energia é a estimativa da energia gerada durante a vida útil de um parque eólico, dependente tanto da natureza estocástica da velocidade do vento como do desempenho dos aerogeradores. Uma ferramenta que pode ser utilizada para medir o desempenho dos aerogeradores é a curva de potência que, em geral, é fornecida pelo fabricante. No entanto, a curva de potência do aerogerador é afetada pelo envelhecimento no decorrer dos anos ou pelo seu desgaste relacionado a problemas pontuais, como falhas de funcionamento ou problemas de configurações do controlador. Além disso as curvas de potência também podem ser afetadas por características relacionada as condições atmosféricas como a intensidade da turbulência. A intensidade da turbulência é um fator determinante para o projeto de um aerogerador tanto do ponto de vista dos esforços como do ponto de vista do impacto na produção de energia elétrica instantânea. Um acompanhamento da evolução temporal da curva de potência é importante, pois pode ser usado como informação para a manutenção preditiva. Nesta dissertação é apresentado um novo modelo paramétrico para determinar a curva de potência baseada em dados coletados diretamente do Controle Supervisório e Aquisição de Dados (SCADA), para qualquer índice de turbulência. O modelo paramétrico proposto é baseado no comportamento da curva de controle em relação a curva de potência, supondo que existem 6 diferentes regiões na curva de potência, ao invés dos 4 característicos de modelos mais usados. As regiões adotadas estão associadas aos sistemas de controle do aerogerador. O modelo foi aplicado em três diferentes parques eólicos instalados em sul do Brasil. Os parâmetros do modelo proposto foram obtidos por Algoritmos Genéticos. A curva de potência resultante curva do modelo proposto é comparada com a curva de potência normalizado pela IEC61400-12-1. O resultado desta comparação foi considerado satisfatório. Além disso, as transições entre as 6 regiões foram comparadas com dados experimentais, com resultados adequados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Interno ao Programa - 1671344 - JULIO CARLOS TEIXEIRA
Membro Titular - Examinador(a) Interno ao Programa - 1544340 - PATRICIA TEIXEIRA LEITE ASANO
Membro Titular - Examinador(a) Externo à Instituição - ELIANE APARECIDA FARIA AMARAL FADIGAS - USP
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 1671333 - EDMARCIO ANTONIO BELATI
Membro Suplente - Examinador(a) Interno ao Programa - 550.684.647-91 - JOAO MANOEL LOSADA MOREIRA - OUTRA
Membro Suplente - Examinador(a) Externo ao Programa - 2128150 - JOAO VICENTE AKWA
Notícia cadastrada em: 03/06/2022 08:49
SIGAA | UFABC - Núcleo de Tecnologia da Informação - ||||| | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa-2.ufabc.int.br.sigaa-2-prod